sábado, 16 de setembro de 2017

Por uma mãe.

Por uma mãe
Ele é o nó no meu cabelo.
O esmalte descascado na minha unha,
as olheiras no meu rosto.
Ele é o brinquedo na gaveta de roupas,
o amassado nas páginas do meu livro,
o rasgado no meu caderno de anotações.
Ele é o melado no controle remoto,
o canal de televisão,
o filme no DVD.
Ele é o farelo no sofá,
As tesouras no alto.
Ele é o backup no computador,
o mouse escondido,
as cadeiras longe da janela.
Ele é a marca de mão nos móveis,
o embaçado nos vidros,
o desfiado nos tecidos.
Ele é o ventilador desligado,
a porta do banheiro fechada,
a gaveta da cômoda aberta.
Ele é o coque na minha cabeça,
o amarrotado nas roupas,
as frutas fora da fruteira,
os panos de prato amarrando os armários.
Ele é o meu shampoo cheio de água,
a espuma no chão do banheiro,
o brinquedo dentro da privada.
Ele é o interruptor nas tomadas.
Ele é o peixe no aquário,
a árvore de natal,
os "pisca-pisca" de todas as casas.
Ele é o círculo, o susto....
A primeira visão da lua no começo da noite.... O valor do trabalho, a vontade de aprender,
a minha força,
a minha fraqueza,
a minha riqueza.
Ele é o aperto no meu peito diante de uma escada,
a ausência de sono diante de uma febre.
Ele é o meu impulso, o meu reflexo, a minha velocidade.
O cheirinho no meu travesseiro,
o barulho,
a metade,
o azul.
Ele é o vazio triste no silêncio de dormir,
o meu sono leve durante a noite.
Ele é o meu ouvido aguçado enquanto durmo.
A minha pressa de levantar da cama,
a minha espera de bom dia.
Ele é o arrepio quando me chama,
a paz quando me abraça,
a emoção quando me olha.
Ele é meu cuidado, a minha fé,
o meu interesse pela vida,
a minha admiração pelas crianças,
o meu respeito pelas pessoas,
o meu amor por Deus.
É o meu ontem,
o meu hoje,
o meu amanhã.
Ele é a vontade,
a inspiração,
a poesia.
A lição, o dever.
Ele é a presença, a surpresa
a esperança.

A minha dedicação.
A minha oração.
A minha gratidão.
O meu amor mais puro e bonito.
A minha vida!

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Pensão Alimentícia.

Hoje uma cliente decidiu entregar a guarda do filho para o Pai criar!
Transcrevo aqui seus argumentos, que me convenceram a patrocinar sua causa.
" - doutor, decidi que tenho muito o que fazer, quero voltar a estudar, malhar, sair mais com os amigos, viajar, e meu filho ira me prender um pouco.
Mas isso não quer dizer que eu va abandoná-lo.
Sempre que der irei vê-lo, de vez em quando vou buscá-lo, mas só nos fins de semana que eu não tiver nenhum compromisso, e se não der, qualquer coisa eu aviso o Pai que estou "sem tempo", ligo pra ele e falo que "a mamãe tá trabalhando muito, por isso não pode ir".
Eu não deixarei de ser uma boa mãe, pois sempre estarei postando fotos com ele nas redes sociais pra mostrar a todos o quanto a amo.
E vou fazer de tudo pra não esquecer de mandar uma mensagem ou até mesmo ligar durante a semana dizendo que sinto saudades, vou mandar uma mensagem de parabéns no dia do aniversário dele, isso se a correria do dia-a-dia permitir.
Quando puder e se sobrar, darei uns R$250 por mês ( pq as coisas estão difíceis pra mim e o Pai dele tem que compreender isso).
Bom, R$ 250,00 será suficiente para comprar o que ela precisa com relação a alimentação, roupas, calçados, material escolar, merenda, passeios, essas coisas que crianças gostam e precisam...
O resto, o Pai que se vire tbm, porque eu não sou obrigada a ficar dando dinheiro pro Pai dele né, vai saber se ele vai gastar com meu filho mesmo, ou com cerveja, balada, ou quem sabe com a atual namorada."
Te pareceu chocante?
Absurdo? Uma atitude horrível?
Agora inverta os papéis:
É uma história comum e real, mas só choca quando a mulher
é a protagonista!

Esse artigo não é meu, mas tenho certeza é a opnião de muitos.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Cuidado com nossos filhos!

1: avisar a filha, pra ela não se sentar no colo de ninguém, não importa a situação, incluindo os tios.
2: Evite se vestir na frente de seu filho a partir dos 2 anos de idade dele.
3. Nunca permita que qualquer adulto refira-se ao seu filho como " minha esposa " ou " meu marido "
4. Sempre que o seu filho sai para jogar com os amigos, certifique-se de que você está procurando uma maneira de descobrir que tipo de jogo que eles fazem, porque os jovens agora abusam sexualmente de si mesmos.
5. Nunca faça seu filho visitar qualquer adulto que ele ou ela não se sente confortável com, e também estar atento se o seu filho chega a ser muito fã de um adulto em particular.
6. Uma vez que um menino muito alegre de repente se torna acanhado. É possível que tenha que pedir paciência e esclarecer algumas perguntas sobre o porque da sua conduta.
7. Educar cuidadosamente sobre os valores corretos da sexualidade. Se não o fizer, a sociedade vai ensinar-lhes os valores errados.
8: é sempre aconselhável ir através de qualquer novo material como os desenhos animados que acabou de comprar para eles antes de começar a ver eles mesmos.
9. Certifique-se de ativar os controles parentais em suas redes de cabo e conselhos aos seus amigos, principalmente os de sua criança (s) Visita (s) muitas vezes.
10. Ensine seus filhos a partir dos 3 anos como lavar suas partes íntimas corretamente, e avisá-los para não permitir nunca que ninguém toque nessas áreas (lembre-se, a caridade começa em casa e com você).
11: afaste alguns materiais associados que você acha que poderia pôr em perigo a saúde mental do seu filho (isso inclui música, filmes e até mesmo amigos e famílias).
12: uma vez que seu filho se queixa de uma pessoa em particular, não mantenha silêncio sobre o assunto.
Lembre-se, nós somos os pais criando futuros pais.
E lembre-se: "a dor dura toda a vida"

 Esse artigo não é meu, eu vi em uma postagem, copiei e colei  para chamar atenção.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Qual vai ser o próximo escândalo?

"Tem carne podre,
tem a mídia burra e irresponsável que diz que ácido ascórbico é cancerígeno,
tem papelão no frango,
tem mercúrio no peixe,
tem picanha vencida,
tem linguiça feita com carcaça de frango,
tem agrotóxico proibido nas verduras,
tem coliformes fecais na água,
tem soda cáustica no leite,
tem milho transgênico na cerveja,
tem óleo de soja no azeite “extra-virgem”,
tem cevada no café,
tem propinoduto,
tem mensalão,
tem rede 3G que nao funciona,
tem o iPhone mais caro do mundo,
tem analfabeto legislando,
tem merenda escolar roubada,
tem água de poço engarrafada,
tem botijão a gás com menos volume do que informa,
tem medicamento genérico sem controle de qualidade,
tem airbag que não abre,
tem recall de automóveis mal feitos,
tem bomba de combustível fraudada,
tem gasolina adulterada,
tem máquina de cartão de crédito grampeada,
tem cartão de crédito clonado,
tem SMS do Ceará informando que você acaba de ganhar uma casa do Faustão naquele sorteio feito na penitenciária de Fortaleza,
tem uso de celular na cadeia,
tem médico que falta no emprego,
tem superfaturamento nas obras públicas,
tem papel colado na placa do carro para burlar o rodízio,
tem DVD pirata,
tem empregado processando patrão para extorquir dinheiro,
tem empregador que não respeita o funcionário,
tem saques em lojas na greve da polícia,
tem juiz que não respeita as regras de convivência comuns,
tem saque de carga de caminhões acidentados,
tem goleiro Bruno libertado, já empregado e dando autógrafos,
tem desrespeito à cancela do pedágio,
tem desrespeito às vagas de estacionamento,
tem quadrilhas trevestidas de partidos políticos,
tem o bandido que manda na polícia,
tem a suprema corte incompetente e corrupta,
tem aquele que atropela e foge,
tem o Estado que tenta atrapalhar a tua vida,
tem o Estado que te rouba,
tem o Estado que exige coisas que ele mesmo não cumpre,
tem a falta de profissionalismo,
tem o parasitismo,
tem a falta de seriedade e comprometimento,
tem a falta de planejamento,
tem falência ética da classe política,
tem falência ética de funcionários públicos,
tem falência ética do cidadão comum.
Este território, que insistem em chamar de país, é uma farsa.
Você ainda acha que o problema é a carne adulterada?
O problema é o CARÁTER sistemicamente adulterado.
Qual vai ser o próximo escândalo??"


(já li em varios blogs... mas não sei quem é o autor)